Astrologia Vocacional – São João da Madeira

Astrologia Vocacional – São João da Madeira

ASTROLOGIA PSICOLÓGICA TRANSPESSOAL

Dia 22 fevereiro – PALESTRA/DEBATE sobre Astrologia vocacional
Dia 23 fevereiro – CÍRCULO FEMININO
Dias 22, 23 e 24 fevereiro – CONSULTAS Astrologia Psicológica Transpessoal – ESGOTADO

A Astrologia Vocacional é a área da Astrologia que permite a cada um de nós olhar para a sua vocação profissional. Os nossos talentos e potencialidades. Qual o melhor ambiente e profissão em que nos sentimos realizados e plenos.

A Astrologia estuda o mapa dos céus no momento do nascimento de um ser, o mapa astral. O conhecimento deste mapa, permite-nos conhecer a nossa própria personalidade, a forma como interagimos com o mundo, como e porquê repetimos tantos dos nossos padrões, mostra-nos a nossa forma de estar e o que procuramos num relacionamento íntimo, os nossos medos e desafios, os nossos talentos e as nossas dificuldades, o nosso caminho profissional, entre outras tantas questões que temos sobre nós mesmos.

É uma arte sublime que nos ajuda a ter uma melhor compreensão da própria vida.

Sinastria (análise dos relacionamentos), é o ramo da Astrologia que estuda os relacionamentos. É usada para identificar áreas de compatibilidade, superar dificuldades inatas em qualquer tipo de relacionamento e encontrar novas formas de reforçar os laços e de vivenciar o amor que existe na relação.

O conhecimento do mapa de relacionamento permite esse mergulho acompanhado ao ser de cada um, reforçando a intimidade, a compreensão e a aceitação um do outro, contribuindo para que a união seja de valorização mútua, de intimidade e de plena vivência do amor e do prazer de juntos partilharem a vida.

“Quando o homem poder ver e compreender as suas ideias, bem como as circunstâncias que ocorrem em sua vida como parte da linha que ele sozinho está fiando começará a desenvolver a substância interna que o torna real exteriormente (…) Ao invés de ver a vida como um conjunto de coincidências sem relação, o homem mantém-se um pouco acima, com o conhecimento de que o que sempre desejou ser, ele já é e mais. Tudo o que tem a fazer é se encontrar.” (In, Martin Shulman)

Partilhe:


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *