ESCORPIÃO – O Transformador

ESCORPIÃO – O Transformador

DIA 22 DE OUTUBRO DE 2020 às 23h59m24s em Lisboa

Escorpião é o signo mais magnético do zodíaco, nada escapa ao seu faro
único de descortinar o lado mais misterioso e secreto da vida. Com a sua visão raio-x, penetra no mais profundo da alma humana.

Dotados de um gosto de escarafunchar e picar as pessoas para ajudá-las a
olhar os sentimentos inconscientes. São terapeutas natos.

Escorpião não é governado pelo desejo de segurança material, mas pelas suas intensas necessidades emocionais. Para os signos de água, os sentimentos e as emoções são os veículos para o crescimento. Escorpião é reservado, teimoso, apaixonado com um enorme sentido de justiça. A sua acentuada tendência interna dá-lhe uma vontade intensa e força interior. Pode apegar-se com muita convicção ao que valoriza. Chegar ao centro de tudo e, em especial, ao centro de si mesmo é o tema principal do Escorpião.

De acordo com Liz Green: “Primeiro, vamos observar a figura que simboliza o escorpião. Na astrologia muito antiga – a egípcia, a caldeia e a hebraica – o
escorpião não era representado pelo nosso escorpião, mas sim pela serpente. Este é um símbolo muito profundo que nos conta muito a respeito de Escorpião. Em primeiro lugar, a serpente troca a sua pele ciclicamente e os antigos a consideravam imortal e capaz de constante auto-renovação. Esse exemplo da serpente, de crescer além da pele, deixá-la cair e criar uma nova acontece na vida de Escorpião. Muitas vezes a sua vida fragmenta-se emdiversos capítulos, à medida que ela passa de um ciclo para outro, tudo a
progredir para a última destruição. Nesse momento ele reconstrói e recomeça tudo de novo. Na mitologia antiga, a serpente é também o símbolo da sabedoria da própria Terra – eterna, antiga, conhecedora do segredo da vida de todas as coisas.”

Neste período do signo de Escorpião, o individuo transformar-se-á graças ao
aprofundamento da relação, a partilha será muito mais intima, quase como uma fusão. O inconsciente percebido na fase anterior de Balança é agora explorado em profundidade.

Estamos no meio do Outono, pleno estado de transformação, de vida para a
morte. A energia yin, nesta fase, mostra que o exterior parece estar morto,
porém está bem mais vivo por dentro. Esta aparência enganadora corresponde ao signo de Escorpião, que usa uma máscara exterior que camufla o seu intenso estado interior. A morte não é o fim mas sim uma etapa de transformação.

Esta análise retrata o coletivo da energia do Escorpião. Para uma avaliação
mais aprofundada e orientada, aconselha-se a marcação de uma consulta
presencial ou online através do site:
https://sandramcosta.pt/consultas/consultas-de-astrologia/



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *